PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Terça-feira, 21 de novembro de 2017 - 19h17
DESTAQUES:


Você tem medo de quê?
Se permitir que a insegurança tome conta de seu coração, seu talento ficará abafado
 

Há uma história que costumo contar a profissionais talentosos que “tremem na base” e não se impõem quando o circo pega fogo. Era uma vez um rato que não aguentava mais ser atormentado por um gato e foi reclamar com Deus. O Todo-Poderoso questionou:

– O que você quer que eu faça?
O rato respondeu:
– Me transforme em um gato. Assim, não serei mais importunado.
Deus assim o fez.
Passada uma semana, o rato que virou gato procurou Deus de novo. Agora, seu drama era a perseguição de um cachorro. Pediu a Deus que o transformasse em pastor alemão. Seu pedido foi realizado. Na outra semana, o problema passou a ser um rapaz. E o rato que virou gato que virou cachorro não viu outra saída a não ser virar gente. Deus falou:
– Posso fazer de você um ser humano. Mas, se continuar com a cabeça e o coração de um rato, continuará fugindo.

Moral da história: se permitir que a insegurança tome conta de seu coração, seu talento ficará abafado.
Você quer ser bem-sucedido, não é? E sabe que, para fazer sua loja deslanchar, chegar ao posto de diretor da empresa, ou ter uma fila de pacientes na porta do seu consultório, deve enfrentar uma competição brava. Por isso, investe em cursos que incrementem seu know-how, mostra interesse no que faz, coloca um sorriso no rosto e não tem medo de trabalho... Está certíssimo. Entretanto, esse empenho irá por água abaixo, caso você não confie em si mesmo. Principalmente quando as coisas não acontecerem como o planejado. Ou quando um desafio maior do que o esperado bate à sua porta. Estou cansado de ver gente que esbanja competência e conhecimento técnico perder projetos ou clientes para a concorrência por não conseguir mostrar tudo de que é capaz.

Nossa carreira é decidida pela atitude na hora do problema. E ela deve ser de confiança. Se as coisas funcionassem conforme o combinado, tudo seria tranquilo. Se todos os passageiros se comportassem como o esperado, a vida das aeromoças seria um mar de rosas. Se todos os pacientes evoluíssem bem, a vida das enfermeiras seria uma tranquilidade. Mas não é bem assim. A maneira assertiva de responder a essas situações faz a gente evoluir. Quem souber tirar proveito delas vai se destacar.

Você deve me perguntar: como não travar diante de um problema? Primeiro, não se sinta perseguido pela vida. Acredite que pode se superar. Coloque a cabeça no lugar, sem se deixar levar pelo desespero. Tenho uma amiga que, num momento da confusão, aponta os pontos-chave para encontrar as soluções. Essa publicitária sabe que, na hora dos problemas, tem muito choro. Alguns se entregam às lágrimas, outros vendem lenços de papel. Ela prefere ir para o segundo grupo. Espero que você seja assim. E use os momentos difíceis para vender muitos lenços de papel!


Roberto Shinyashiki
É psiquiatra e autor de diversos best-sellers, como O sucesso é ser feliz.
Artigos: www.shinyashiki.com.br

 Arquivo - Roberto Shinyashiki
• Confiança e inspiração para virar o jogo
• Assuma o que é importante para você
• Será que você é mesmo uma pessoa substituível?
• As cinco características de um campeão
• Afinal, o que é competência?
• Você e suas escolhas
• Perdeu o emprego? Não se entregue
• Em vez de reclamar, batalhe!
• O medo não pode ser um estilo de vida
• Qual é a sua forma de ver a vida?
Construa sua própria estrada
Você tem medo de quê?
Determinação para correr o campo inteiro
Viva para o aprendizado
Seja especial na competência
Descubra a sua vocação
Seja amigo de você mesmo
Transforme o drama em um trampolim
Busque suporte para as suas dificuldades
A solução está dentro de você!

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo