PORTAL NIPPOBRASIL ONLINE - 19 ANOS
-
Fale conosco: adm@nippo.com.br   
Quinta-feira, 15 de novembro de 2018 - 9h26
DESTAQUES:
  Empregos no Japão

  Busca
 
  Seções NippoBrasil
   Comunidade
   Opinião
   Circuito
   Notícias
   Agenda
   Dekassegui
   Entrevistas
   Especial
-
  Variedades
   Aula de Japonês
   Automóveis
   Artesanato
   Beleza
   Bichos
   Budô
   Comidas do Japão
   Cultura-Tradicional
   Culinária
   Haicai
   História do Japão
   Horóscopo
   Lendas do Japão
   Mangá
   Pesca
   Saúde
   Turismo-Brasil
   Turismo-Japão
-
  Esportes
   Copa do Mundo 2014
   Copa das
 Confederações 2013
-
  Especiais
   Imigração Japonesa
   120 anos de Amizade  Japão-Brasil
   Bomba de Hiroshima
   Japan House
   Festival do Japão 2018
-
 Colunas
   Conversando de RH
   Mensagens
     Roberto Shinyashiki
-
 Veja mais  Classificados
   Econômico
   Empregos no Brasil
   Guia Profissionais
   Imóveis
   Oportunidades
   Ponto de Encontro
-
  Interatividade
   Fale com a Redação
-
  Institucional
   Quem somos


Caderno Bichos

Meu pintinho amarelinho
Ave de feira é popular e faz a alegria da criançada,
mas exige cuidados especiais

(Texto: Suzana Sakai/NB | Fotos: Divulgação)

Eles são fofinhos, pequeninos e fazem a alegria da criançada. Os pintinhos de feira conquistam pessoas de diversas gerações, mas dificilmente sobrevivem fora de seu habitat natural.

Quando bem cuidada, esse tipo de ave pode viver até uns dez anos. No entanto, a maioria dos pintinhos comprados em feira não passa de algumas semanas e dificilmente consegue completar um ano de vida.

Muitas pessoas acreditam que esses animais não sobrevivem por estarem longe de suas mães, já que a galinha é conhecida pela superproteção em relação a seus filhotes. Porém, o principal problema enfrentado pelo pintinho é conseguir se manter na temperatura ideal, ou seja, bem aquecido. Estresse, fome e desidratação são outros fatores que podem levar esses pássaros à morte, conforme explica o veterinário Nelson Eiti Kimura.

Em casa

Segundo o especialista, alguns cuidados devem ser tomadas para garantir a chance de sobrevivência do pintinho. “Logo ao chegar em casa, eles devem receber uma mistura de soro caseiro e vitaminas e devem ser colocados em um local com temperatura entre 25 e 28 graus Celsius, sem serem manipulados”, orienta.

A veterinária e coordenadora do curso de homeopatia da Faculdade de Ciência e Saúde de São Paulo (Facis), Ana Regina Torro, afirma que o melhor cuidado é recusar a oferta. De acordo com ela, esses pássaros não foram feitos para ter um contato estreito com o ser humano e necessitam de cuidados redobrados, principalmente em relação às brincadeiras das crianças. Deve-se evitar segurá-los no colo e mantê-los em local limpo, quente, tranqüilo e com água e comida sempre à disposição. “É importante explicar às crianças que os pintinhos não são brinquedos e que segurá-los no colo pode matá-los”, diz a veterinária.

Apesar de serem inofensivos, os pintinhos de feira podem transmitir dois tipos de doenças aos seres humanos: a salmonelose (um tipo de infecção) e a coccidiose (problema relacionado ao intestino das aves), que se tratam, segundo Kimura, de enfermidades mais leves. “Com a higiene adequada, os pintinhos não representam um grande problema”, afirma.

Dica
Se você optar por levar o pássaro para casa, deve tomar cuidados especiais para que ele não sofra tanto com a distância de seu habitat. Confira algumas dicas dos veterinários:

• Deixe sempre à disposição dos pintinhos água e ração.

• Como eles são bebês, existe a necessidade de ensiná-los a beber e a comer. Para isso, basta colocar o bico da ave no líquido e na ração.

• O chão deve ser forrado com papel e serragem, que deve ser trocada a cada dois dias.

• A temperatura pode ser mantida por meio de uma lâmpada fraca (15-40 W). • Sempre que possível, deixe que o filhote tome banho de sol.

• Tenha atenção com o contato do pintinho com os outros animais domésticos. Seu cão ou gato podem confundi-lo com o almoço

 Pets do Leitor
 Arquivo: Pets
• Dia Mundial do Gato: veja como cuidar dos bichanos
• Saiba tudo sobre as vacinas
• Cuidados: Top 5 de verão
• Brincadeira que faz bem
• Esquilo da Mongólia
• Dia de banho!
• Atendimento de emergência
• Na hora da compra
• O melhor hotel para seu amigo
• Mais do que um bom amigo
• Adotar é tudo de bom!
• Alimentação para Aves: Balanceada e variada
• Independentes e bem nutridos
• Cuide bem da refeição do seu cachorro
• Evite as doenças de verão
• Câncer: diagnósticos e tratamento
• Tá nervoso? Vai brincar!
• Atenção com as unhas!
• Medicamento na medida certa
• Jabutis são animais tímidos e dóceis
• Um olhar esbranquiçado
• Calopsitas: Dócil e divertida
• Ferrets: Amistosos e brincalhões
• Animais idosos
• Diabetes?
• “Castrei, e agora?”
• Vermífugo: um importante aliado
• Iguana: Exótica e exigente
• Doenças do homem em animais de estimação
• Terapia comportamental
• Um pássaro do barulho
• “Cadê meu filhotinho?”
• Programa de adoção
• Florais para eles também!
• Um problema sazonal
• Top 5 de escovação
• Filhotes, filhotes, filhotes!
• Um coelho em sua vida
• “Que coceirinha...”
• Doença ou personalidade?
• Um peixe bom de briga
• Anticoncepcional: Problema ou solução?
• Meu pintinho amarelinho
• Cachorro Bem-Educado
• Farmácia Pet
• Adorável roedor
• Um amor de bicho
• Pet moderno

© Copyright 1992 - 2016 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados - www.nippo.com.br

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante.
Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

Sobre o Portal NippoBrasil | Fale com o Nippo