Portal NippoBrasil - OnLine - 17 anos
Terça-feira, 23 de julho de 2019 - 18h14
  Empregos no Japão

  Busca
 

SEÇÕES
Comunidade
Opinião
Circuito
Notícias
Agenda
Dekassegui
Entrevistas
Especial
-
VARIEDADES
Aula de Japonês
Automóveis
Artesanato
Beleza
Bichos
Budô
Comidas do Japão
Cultura-Tradicional
Culinária
Haicai
História do Japão
Horóscopo
Lendas do Japão
Mangá
Pesca
Saúde
Turismo-Brasil
Turismo-Japão
-
ESPORTES
Copa 2014
-
ESPECIAIS
Imigração
Tratado Amizade
Bomba Hiroshima
Japan House
Festival do Japão
-
COLUNAS
Conversando RH
Mensagens
Shinyashiki
-
CLASSIFICADOS
Econômico
Empregos BR
Guia Profissionais
Imóveis
Oportunidades
Ponto de Encontro
-
INSTITUCIONAL
Redação
Quem somos
-
Opinião - 21/06/2016 - NippoBrasil
Gênero de 1ª necessidade

Junji Abe *

Tempos atrás, a cultura era tratada como artigo de luxo. Essa visão tacanha é uma das causas de males que tanto afligem a sociedade atual. Outra sandice é achar que o povo não gosta de arte. Também não pode haver preconceitos. Enquanto prefeito de Mogi, criamos oficinas de rap, hip hop e dança de rua. O sucesso da iniciativa destronou os que nos acusavam de promover ritmos da marginalidade. Igualmente, enfrentamos descrédito para formar a Orquestra Sinfônica Jovem Minha Terra Mogi com crianças pobres. Os queixos caíram no primeiro concerto.

Depois, implantamos uma Sala de Música sem igual na Escola Municipal Professor Mario Portes, em Jundiapeba. Ouvi protestos de preconceituosos com gente pobre. Besteira. Naquele espaço, os alunos constituíram a Banda Sinfônica que coleciona prêmios em competições no Estado. É uma minúscula amostra de ações públicas que difundem a cultura, promovem a cidadania e afastam menores da criminalidade.

Fiquei emocionado ao reencontrar o professor Kleber Felipe, que ingressou no mundo da música aos 10 anos, fazendo parte do Coral Canarinhos do Itapety, criado quando fui prefeito. Hoje, ensina outras crianças e adolescentes, vivendo da arte. Ele participou da homenagem ao Dia das Mães, proporcionada pelas Orquestra Sinfônica Jovem de Mogi das Cruzes, Orquestra Sinfônica mogiana, Orquestra Sinfônica Jovem Minha Terra Mogi,Camerata de Cordas, Banda Boigy e Quarteto de Cordas. Todas evoluíram de projetos que implantamos.

A atual administração ampliou muito as iniciativas culturais, multiplicando também o público das artes. A Secretaria Municipal de Cultura tem papel primordial para amparar todos os segmentos. Qualquer que seja o governante, está impedido de retroceder. Veja o presidente interino Michel Temer que tentou acabar com o Ministério da Cultura. Voltou atrás.

É provável que as iniciativas da Municipalidade sejam inúteis para quem se compraz em esbanjar a retórica elitista. Mas, com certeza, são reconhecidas por milhares de crianças beneficiadas, suas famílias, por gente como o professor Kleber. Ou ainda por Márcio Pial, um dos muitos integrantes do hip-hop – discriminado até a Prefeitura abrir espaço. Hoje, ele é celebridade, ao lado de outros artistas, das várias vertentes, que fazem de Mogi um incomparável polo produtor e irradiador de talentos.



*Junji Abe é líder rural, foi deputado federal pelo PSD-SP (fev/2011-jan/2015) e prefeito de Mogi das Cruzes (2001-2008)
 Coluna: Opinião
23/11/2016 - Por Junji Abe
Tite, Temer e o Brasil
20/10/2016 - Por Junji Abe
Imposto mata o Brasil
30/08/2016 - Por Junji Abe
Legado dos Jogos Olímpicos
27/06/2016 - Por Junji Abe
Novos desafios
21/06/2016 - Por Junji Abe
Gênero de 1ª necessidade
20/05/2016 - Por Junji Abe
Missão do presente
04/04/2016 - Por Junji Abe
Melhor qualidade de vida
18/03/2016 - Por Junji Abe
Geração perdida
17/02/2016 - Por Walter Ihoshi
Não podemos jogar a tolha
30/12/2015 - Por Junji Abe
Trio do bem
27/11/2015 - Por Junji Abe
Lama da morte
29/09/2015 - Por Junji Abe
Resgate da policultura
14/09/2015 - Por Junji Abe
Terrorismo tributário
12/06/2015 - Por Junji Abe
Dignidade das domésticas
30/04/2015 - Por Junji Abe
Alerta aos aposentados
26/03/2015 - Por Junji Abe
Chega de imediatismo no Brasil
05/03/2015 - Por Junji Abe
Revolta dos caminhoneiros
25/11/2014 - Por Tetsuro Hori
Por que privatizar o sistema de transporte de massa e quais são os principais benefícios
11/04/2014 - Por Walter Ihoshi
A internet e o futuro de um mundo conectado
10/01/2014 - Por Junji Abe
Ranking do Progresso
18/10/2013 - Por Hélio Nishimoto
Para relembrar Hiroshima e Nagasaki
14/08/2013 - Por Hatiro Shimomoto
Bons usos e costumes
para o Brasil
20/07/2013 - Por Walter Ihoshi
Santas Casas na UTI
05/06/2013 - Por Lizandra Arita
Dia das Mães:
Q ue tipo de mãe é você?
19/04/2013 - Por Kunihiko Chogo
Adaptando-se ao jeito
brasileiro de ser
08/12/2012 - Por Keiko Ota
Frente Parlamentar em Defesa das Vítimas de Violência
13/10/2012 - Por Walter Ihoshi
A importância da transparência dos impostos
Por Teruo Monobe
Inflação
Por Teruo Monobe
Equilíbrio fiscal
Por Teruo Monobe
Balança comercial
Por Teruo Monobe
Brasil caro
Por Teruo Monobe
O que se passa
na economia global
Por Teruo Monobe
Discurso de posse
Por Teruo Monobe
2011 e o longo prazo
Por Teruo Monobe
Ano-Novo, tudo
novo em 2011
Por Teruo Monobe
A volta do ouro
Por Teruo Monobe
Novo governo, velho problema
Por Teruo Monobe
Natal gordo
Por Teruo Monobe
Novamente, a Europa em crise
Por Teruo Monobe
Esperando o Plano Dilma

A empresa responsável pela publicação da mídia eletrônica www.nippobrasil.com.br não é detentora de nenhuma agência de turismo e/ou de contratação de decasségui, escolas de línguas/informática, fábricas ou produtos diversos com nomes similares e/ou de outros segmentos.

O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade exclusiva do anunciante. Antes de fechar qualquer negócio ou compra, verifique antes a sua idoneidade. Veja algumas dicas aqui.

© Copyright 1992 - 2019 - NippoBrasil - Todos os direitos reservados

217 usuários online